Retweet de SiWon sobre ilhas Dokdo enfurece fãs japoneses

Choi SiWon, integrante do Super Junior, deu retweet em uma mensagem publicada pela Casa Azul (palácio presidencial da Coreia do Sul) no dia 10 de agosto que diz: “Dokdo é nossa terra, e é um lugar pelo qual podemos dar nossas vidas. Vamos protegê-la com honra – De Dokdo”.

A notícia se espalhou no Japão e na China e provocou reações negativas em um pequeno número de fãs.

Alguns fãs japoneses divulgaram o conteúdo do retweet e declararam estar decepcionados pela posição de Choi SiWon. Um jornal de esportes local chegou a declarar que “O inverno do K-pop chegou“.

A história não parou por aí. O pai de SiWon, Choi GiHo chegou a publicar no Twitter: “O prefeito Toru é um forte candidato para ser o próximo primeiro ministro, mas sua declaração mostra o nível em que estão os políticos japoneses! Está é a prova de que Alemanha e Japão são diferentes; você deveria dizer que sente muito pelas coisas que fez de errado. O qué isso? Eu simplesmente não consigo entender!

O desabafo ocorreu depois de uma declaração feita pelo prefeito de Osaka, Hashimoto Toru, que afirmou: “Não existem provas de que as mulheres foram arrastadas para seus postos através de violência ou ameaças do exército“.

O tweet do pai de SiWon repercutiu negativamente entre os fãs japoneses.

A revista japonesa ‘Cyzo Women’, declarou em uma entrevista com uma fã local do Super Junior: “Ele tem total consciência de que tem um filho que trabalha no Japão, e se ele soubesse o que fez o filho dele passar no Japão agora, ele não poderia ter dito estas coisas.”

A publicação também destacou que alguns fãs carregavam placas dizendo ‘Takeshima (nome japonês para as terras em disputa)’ ao encontro com fãs que o Super Junior realizou em Yokohama e pessoas ainda mais extremistas afirmam que deveriam ter levado ovos e atirado em Choi SiWon.

O artigo diz ainda que, apesar da opinião pública negativa, o recente álbum do Super Junior ‘Sexy, Free & Single’ vendeu mais de 60 mil cópias, batendo o recorde de vendas do grupo no Japão e fazendo que o grupo chegasse ao 2° lugar da parda diária de singles da Oricon.

Ilhas Dokdo

Os dois países disputam a soberania sobre as ilhas conhecidas como Dokdo na Coreia do Sul e Takeshima no Japão. As ilhas ficam equidistantes da porção continental dos dois países, e se acredita que contenham depósitos congelados de gás natural, com valor potencial de bilhões de dólares. O arquipélago é administrado por Seul, mas tem sua soberania requisitada pelo Japão.

A tensão diplomática aumentou quando o presidente da Coreia do Sul, Lee MyungBak, fez uma visita-supresa à terra em litígio no dia 10 de agosto. Ele se tornou o primeiro líder sul-coreano a viajar ao local, que é habitado pela força militar sul-coreana desde a década de 1950.

O governo japonês reprovou a atitude sul-coreana e, em represália, convocou de volta o embaixador do Japão na Coreia do Sul. Em declaração oficial, o governo sul-coreano afirmou que a intenção da visita era destacar a importância das ilhas como reserva natural, e não causar problemas.

No dia 14 de agosto o Japão formalizou o pedido para que a disputa seja resolvida pela Corte Internacional de Justiça (CIJ).

Na última quinta-feira, 23, o governo sul-coreano rejeitou a queixa formal do Japão em relação à visita do presidente Lee MyungBak, aumentando ainda mais a tensão internacional entre os dois países.

Fonte: enewsworld / G1.com
Tradução/Adaptação: Lílian Fernandes @ sarangingayo.com.br
Por favor, não retirar do SarangInGayo sem os devidos créditos.

Anúncios

11 pensamentos sobre “Retweet de SiWon sobre ilhas Dokdo enfurece fãs japoneses

  1. humanos brigam por tão pouco mesmo ¬¬ tudo por dinheiro mesmo né, se n tivesse esse gás natural aí tava todo mundo nem aí, o pai do SiWon deveria ter cuidado, mas pelo q o SiWon disse da terra pertencer à Coreia ninguem pode julgar ele, ele é COREANO, ele vai dizer o q? to do lado do japão?? daí sim seria estranho ¬¬

  2. Tbm concordo q esse povo briga por coisas pequenas, mais pessoal venhamos e convenhamos, eu entendi perfeitamente os japas, p mim é como se Ex: o Tévez construi-se uma fortuna aqui no Brasil, e quando ele retorna-se p Argentina falasse coisas q todos sabem q nos ofedem. P mim esse retweet n foi tão ofensivo, porém acredito q quando a pessoa Trabalha em outro país, o mínimo q ela deve ter é respeito por eles, afinal eles tão gastando o seu dinheiro, e “EU” estou fazendo o q? Zombando da cara dos besta O_o

  3. Que coisa ridícula,isso é pior que aquelas discussões BrasilXArgentina.

    Fora que o Siwon não fez fortuna no Japão,ele faz fortuna na Coreia.As vendas do Suju no Japão beiram a insignificância.

    Eu acho que deviam parar de investir no Japão,os japoneses só sabem reclamar….

  4. Pingback: Choi SiWon (Super Junior) recebe proposta para participar do drama ‘King of Drama’ |

  5. ficar quieto as vezes é tão melhor, ele tem que pensar porque é uma figura publica, não pode se expor a toa ;~

  6. Um par de ilhas minúsculas, porém cheias de gás natural, ameaçando a diplomacia…senhor bom Deus, eles queriam que o SiWon fizesse o quê?? “Ah não, eu totalmente acho que as ilhas deveriam passar pro Japão porque eu quero agradar minhas fãs japonesas, por isso vou deixar de lado o interesse do meu próprio país” Por favor né?? Claro que o pai dele podia muito bem ter ficado quieto, ele também errou quando resolveu botar lenha na fogueira. Claro que o Japão ocupou a Coreia como colônia e massacrou ela até o fim da segunda guerra mundial e daí vêm todos os conflitos que a gente vê entre os dois países, mas insistir que o Japão não se arrependeu dos massacres (diferente da Alemanha, que sempre se desculpou) foi desnecessário. Esse povo só não chega a uma solução porque não cedem nem um centimetrozinho sequer. Se fossem simples ilhas ninguém ia ligar, mas no fundo o problema é o gás e a rivalidade, Coreia continua com um ódio danado e Japão continua com raiva de ter perdido a colonia deles (e com uma pequena ferida no orgulho pela economia crescente da Coreia). Os dois lados têm seus interesses, mas resistência demais (por parte dos /dois/) não vai levar a lugar nenhum. Não era muito mais fácil fazer um acordo diplomático e dividir a droga do gás??
    …..terminado o desabafo, eu ainda tenho esperança de que um dia, sei lá quando, mas um dia eles ainda vão se entender.

  7. Agora porque sou uma pessoa pública não posso ter opinião? O Siwon tem direito de falar o que quiser. O comentário dele não foi desrespeitoso, foi simplesmente a opinião dele. Ninguém precisa concordar com ele, mas tem que respeitar as suas ideias e o seu direito de dize-las, da mesma forma que o Japão, que acredita ter direito ao território em questão, tem o direito de revindica-lo perante a CIJ.

  8. Pingback: Secretário de Relações Internacionais do Japão joga fora seu álbum do KARA |

Os comentários estão desativados.